Publicidade

Senado aprova ampliação da Lei de Cotas e inclui quilombolas

Serão revistos anualmente percentuais de pretos, pardos, indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência, além de critérios socioeconômicos, como renda familiar e estudo em escola pública





Senado aprova ampliação da Lei de Cotas e inclui quilombolas

Por:Jornal NC - Publicado em 26/10/2023

O Senado aprovou o projeto de lei que amplia o sistema de cotas na rede de ensino federal. O texto aprovado na Câmara dos Deputados foi mantido integralmente, depois de oito emendas apresentadas em plenário terem sido rejeitadas. O texto segue para sanção presidencial. Entre as mudanças previstas estão a inclusão de quilombolas no texto da Lei 12.711/12, que reserva 50% das vagas em universidades e institutos federais para estudantes de escolas públicas. A metodologia também terá atualização anual nos percentuais de pretos, pardos, indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência, assim como nos critérios socioeconômicos, como renda familiar e estudo em escola pública.

Após a decisão do congresso, a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, comemorou a decisão em suas redes sociais. “Que vitória a aprovação do aprimoramento da Lei de Cotas no Senado. Trabalhamos incansavelmente para defender essa política, que é a maior ação de reparação do nosso país. As cotas abrem portas e vão seguir abrindo!” A matéria aprovada prevê que os critérios raciais sejam aplicados nas vagas que consideram a renda familiar e também nas vagas gerais, assim os candidatos cotistas só entrarão pela reserva de vagas se não forem aprovados nas vagas gerais.

Veja Também: Senado discute PEC que limita poderes do STF; líderes tentam acelerar votação

Quanto aos critérios socioeconômicos, a classificação para cotistas passa a considerar estudantes em famílias com renda de até um salário mínimo por pessoa, atualmente R$ 1.320 e não mais 1,5 salário mínimo, como era anteriormente. As vagas de cota serão distribuídas entre os grupos raciais e pessoas com deficiência, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), incluindo os quilombolas, que passaram a fazer parte da contagem no último Censo. A atualização anual dos percentuais raciais e de pessoas com deficiência recebeu uma metodologia para os próximos três anos após a divulgação do resultado do Censo. Com isso, será possível calcular a proporção de vagas gerais e das reservas que serão destinadas a pretos, pardos, indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência. O texto determina ainda a elaboração e divulgação de relatórios que permitam a avaliação do programa a cada dez anos.

Curta nossa Fanpage no Facebook



Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade

Mais Notícias


  • Cidades, Cidades
  • Projeto CCPL Barueri Emprega encaminhará alunos formados para participarem de processos seletivos
  • Descubra como fazer parte deste projeto e ter acesso a oportunidades de emprego exclusivas

  • Publicado em 20/06/2024

  • Internacional
  • Forças israelenses intensificam invasão de Rafah e matam 17 pessoas em campos de refugiados
  • Moradores relataram bombardeios pesados de tanques e aviões em várias áreas da cidade, onde mais de 1 milhão de pessoas se refugiaram antes de maio

  • Publicado em 20/06/2024

  • Especiais
  • PEC da Anistia a partidos gera impasse entre Câmara e Senado
  • Parlamentares articulam Refis para as siglas e novas regras de distribuição de recursos de campanha

  • Publicado em 20/06/2024

  • Cidades, Cidades
  • Prefeitura de Barueri e SSDUS entregam medalhas e láureas a guardas municipais
  • A cerimônia aconteceu no Centro de Eventos, na Vila Porto, com a participação de autoridades municipais e da região

  • Publicado em 13/06/2024


Publicidade

Contato




Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.



Publicidade

©2014 2019 - Jornal NC. Todos os direitos reservados