Publicidade

Ministério da Cidadania vai revisar o cadastro do Auxílio Brasil

A projeção do Ministério da Cidadania é chegar a 21 milhões de famílias recebendo o Auxílio Brasil até o final do ano





Ministério da Cidadania vai revisar o cadastro do Auxílio Brasil

Por:Jornal NC - Publicado em 14/09/2022

O Ministério da Cidadania vai fazer uma revisão no cadastro do Auxílio Brasil. O objetivo é cumprir os requisitos do programa e evitar o pagamento às famílias que tenham renda superior ao limite estabelecido. “Estamos com uma política muito forte nesse batimento de dados, nesse cruzamento de dados para fazer com que o recurso realmente chegue nessas famílias que necessitam”.O trabalho de fiscalização envolve um conjunto de órgãos, como Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria-Geral da União (CGU) e Polícia Federal.

O cruzamento de informações no Cadastro Único (CadÚnico) perpassa 34 fontes de dados. Os pagamentos do Auxílio Brasil, no valor de R$ 600, começaram em agosto a famílias que se enquadram no perfil de vulnerabilidade social previsto no programa. Essas famílias também tiveram direito ao Vale Gás no valor de R$ 110. Esses valores são resultados de Emenda Constitucional, promulgada pelo Congresso Nacional, que ampliou o volume de benefícios destinados à população de baixa renda no país. O ministro explicou que o Auxílio Brasil busca promover uma mudança social alicerçada na autonomia das pessoas de forma que os incentivos possam ser também uma alavanca, uma porta de saída.

Veja Também: Câmara aprova medida provisória que reabre prazo de adesão à previdência complementar

“O principal eixo do programa é trazermos oportunidades para as famílias, com essas oportunidades elas conseguem gerar renda própria e renda é sinônimo de liberdade”, disse. Segundo o ministro, hoje, todas as famílias na pobreza e na extrema pobreza estão recebendo o benefício. Ele explicou que as famílias que ainda não recebem o benefício devem se dirigir a um Centro de Referência em Assistência Social (Cras), nos municípios, para serem inscritas no CadÚnico, banco de dados que é uma porta de entrada para os programas sociais.

O pré-cadastro também pode ser feito por meio do aplicativo Cadastro Único. A projeção do Ministério da Cidadania é chegar a 21 milhões de famílias recebendo o Auxílio Brasil até o final do ano.

Segurança alimentar
Durante a entrevista, Ronaldo Bento falou ainda sobre o programa Alimenta Brasil, que tem como finalidade ampliar o acesso à alimentação para a população em situação vulnerável e incentivar a produção de agricultores familiares, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade

Mais Notícias


  • Cidades
  • Natal Encantado de 2022 de Barueri terá superatrações como Titãs, Fundo de Quintal e Almir Sater
  • Natal Encantado de 2022 de Barueri é organizado pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult)

  • Publicado em 08/12/2022

  • Internacional
  • Biden estreia fábrica de Semicondutores para reduzir dependência chinesa
  • TSMC anunciou que irá construir uma segunda fábrica em Phoenix até 2026, elevando seu investimento no Arizona de US$ 12 bilhões para US$ 40 bilhões

  • Publicado em 08/12/2022

  • Especiais, Política
  • A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC da Transição
  • Texto aprovado pela CCJ do Senado reduziu de R$ 198 bilhões para R$ 168,9 bi o montante além do teto de gastos que limita as despesas do novo governo

  • Publicado em 08/12/2022

  • Cidades
  • Barueri celebra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência
  • A programação contará com oficinas de artesanato para o Natal, aulas de dança, partida de futsal e muito mais

  • Publicado em 01/12/2022


Publicidade

Contato




Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.



Publicidade

©2014 2019 - Jornal NC. Todos os direitos reservados