Publicidade

Biden diz que protestos não mudaram posição dos EUA em relação a Israel

Presidente americano defendeu liberdade de expressão mas disse que ordem deve prevalecer





Biden diz que protestos não mudaram posição dos EUA em relação a Israel

Por:Jornal NC - Publicado em 03/05/2024

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que seu apoio a Israel permanece inabalável em meio aos protestos contra a guerra em Gaza que ocorrem em campi universitários de todo o país. Depois de um pronunciamento de Biden, um repórter perguntou se os protestos o forçaram a reconsiderar as políticas americanas em relação à região. “Não”, respondeu o presidente. Biden já disse anteriormente que apoia o direito de Israel de se defender do Hamas, mas insistiu que mais ajuda humanitária flua para Gaza. Ele pressionou Israel e o Hamas a chegarem a um acordo sobre a libertação de reféns que também resultaria num cessar-fogo temporário. O presidente americano disse que os manifestantes nos campi universitários deveriam ser livres para expressar suas opiniões, mas não deveriam evoluir para invasão ou violência.

Tentando traçar uma linha entre protestos pacíficos e manifestações violentas, Biden reconheceu que os manifestantes tinham o direito de ter as suas vozes ouvidas, mas criticou os casos de invasão e vandalismo que ocorreram. “Protestos violentos não são protegidos”, disse Biden. “Protestos pacíficos são. É contra a lei quando ocorre violência. Destruir propriedade não é um protesto pacífico. É contra a lei.” “Vandalismo, invasão de propriedade, quebrar janelas, fechar o campus, forçar o cancelamento de aulas e formaturas – nada disso é um protesto pacífico.” “Todos vimos imagens que põem à prova dois princípios americanos fundamentais: o primeiro é o direito à liberdade de expressão e às pessoas se reunirem pacificamente e fazerem ouvir as suas vozes. O segundo é o Estado de Direito. Ambos devem ser mantidos”, disse Biden na Sala Roosevelt.

Veja Também: Biden sanciona lei que pode proibir TikTok; entenda o que acontece agora

Ele disse que os EUA não eram uma “nação autoritária” onde vozes dissidentes são silenciadas. Mas ele também disse que os EUA são uma “sociedade civil” onde “a ordem deve prevalecer”. É a primeira vez que o presidente fala extensivamente sobre os protestos que estão surgindo nos campi universitários. Questionado se os estados deveriam convocar a guarda nacional para intervir nos protestos nos campi universitários, o presidente Joe Biden respondeu: “Não”. Alguns republicanos encorajaram os estados a enviar a sua guarda nacional para reprimir os protestos. Embora Biden tenha rejeitado a ideia, cabe ao governador do estado tomar essa decisão.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade

Mais Notícias


  • Cidades, Cidades
  • Prefeitura de Barueri e SSDUS entregam medalhas e láureas a guardas municipais
  • A cerimônia aconteceu no Centro de Eventos, na Vila Porto, com a participação de autoridades municipais e da região

  • Publicado em 13/06/2024

  • Internacional, Internacional
  • Ucrânia apela por envio de defesa aérea em meio à destruição de usinas
  • Rússia adotou como estratégia de guerra a destruição das usinas ucranianas

  • Publicado em 13/06/2024

  • Especiais, Especiais
  • Taxação de importação até US$ 50 e Projeto Mover vão à sanção
  • PL 914/24 foi aprovado na Câmara por 380 votos contra 26

  • Publicado em 13/06/2024

  • Cidades, Cidades
  • Alunos do CCPL Barueri participaram da cerimônia de formatura na Praça das Artes
  • A formatura do CCPL Barueri não apenas marcou o fim de uma jornada, mas marcou o início de uma nova fase repleta de possibilidades e oportunidades para os alunos

  • Publicado em 31/05/2024


Publicidade

Contato




Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.



Publicidade

©2014 2019 - Jornal NC. Todos os direitos reservados